#2 Entrevista no Exterior (Processo Seletivo Irlanda)

Agora vocês vão poder ter uma ideia de como foi o processo seletivo para começar a trabalhar numa empresa na Irlanda.

Tudo começou com a tradução do currículo (CV) para o inglês, da procura por emprego em sites e até efetivamente o primeiro dia de trabalho!

Vou poder explicar alguns pontos importantes desse processo, mas posso listar de forma prática o passo a passo como:

    1. Tradução do Currículo (CV English)
    2. Procura por vagas (sites como Indeed/Linkedin/Monster)
    3. Entrevista qualificatória (checagem do perfil)
    4. Entrevista com RH
    5. Entrevista com Gestor/Chefe
    6. Checagem das Referências (Importantíssimo)
    7. Aprovação Final
    8. Primeiro dia de Trabalho

 

 

 

 

Agora vou poder detalhar de forma simples o processo que fiz, e de certa forma serve como parâmetro para você!

#1 Tradução do Currículo

Processo chato e necessário. Até chegar no currículo ideal tive que ter 3 versões e revisar 5 vezes por pessoas diferentes. A primeira versão pedi ajuda a um amigo brasileiro e depois paguei um americano para chegar as correções (isso antes de fato mudar – e poder chegar no país já com o CV pronto para algo). Com o tempo vi a necessidade de alterar alguns termos para adequar com realidade do país, então pedi a um holandês que conheci para efetuar essa revisão (nunca esqueça de sempre deixar palavras-chaves importantes – hoje em dia os CVs passam por sistemas que efetuam o match da vaga com seu perfil).
Na última versão, minha professora de inglês (que é formada em marketing) fez a principais mudanças de layout e correções. Para os que tiverem interesse, segue o layout do CV English que utilizo (e funcionou) – para download clique aqui.

#Dica: a primeira tradução NUNCA será a melhor, e sempre terá que revisar.

#2 Procura por Vagas

Seguem alguns sites para a procura de emprego na Irlanda, lembrando que aqui, sua experiência profissional conta muito mais que sua formação acadêmica, ou seja, se você souber fazer o serviço você é contratado.

#3 Entrevista qualificadora (checagem do perfil)

Nesta etapa o entrevistador te faz uma ligação para confirmar seu perfil está de acordo com a vaga oferecida. Na Irlanda existem muitas agências de RH que trabalham como terceiros para empresas que não contam com setor de RH (economia de recursos, muito comum aqui). Essa etapa nada mais é do que o entrevistador vai ler junto com você seu CV e certificar se você tem o que interessa para uma vaga que eles tem à oferecer. Muitas das vezes eles ainda não revelam nessa etapa o salário e mantém a empresa no modo privado para as próximas etapas – etapa bem tranquila.

#4 Entrevista com RH

Se gostaram de você na entrevista via telefone, vão agendar uma próxima entrevista, que pode ser presencial ou via skype, para a entrevista de verdade, onde vão questionar seu CV, suas experiências, sua capacidade e vão fazer aquelas perguntas de praxe “Porque você quer trabalhar nessa área?” “Porque você veio para Irlanda?” e blá blá blá.
Nessa etapa é importante ter tranquilidade, ser verdadeiro e “vender o peixe”, mostrar sua capacidade.

#5 Entrevista com Gestor/Chefe

Se o RH te aprovar, vão encaminhar seu perfil para o futuro gestor que agendará uma entrevista, normalmente presencial e onde você tem que ir de terno/social (isso é cultural, e não interessa se a vaga é para housekeeper ou gerente de vendas).
Normalmente acabam revisando seu CV novamente, revendo as empresas que trabalhou e sua experiência e você como resposta tem que oferecer o que eles estão precisando. Nessa etapa pode acontecer testes surpresas como: análise de vendas, provas de excel, criação de uma apresentação e pontifício e etc. Já nessa etapa pode ser discutido salário, férias, benefícios, data de iníciobetc. Provavelmente você já sairá dessa entrevista sabendo quando o resultado sairá.

#6 Checagem das Referências (importantíssimo)

Essa etapa é importante e bem tradicional na Irlanda. Para vocês terem uma idéia, a empresa terceirizada responsável pela minha vaga exigiu referência de 2 chefes anteriores para conversarem sobre minhas atribuições e capacidade. #Dica: como imaginei que iria para próxima fase, já avisei de ante-mão meus antigos chefes (foi possível porque deixei portas abertas quando saí das empresas). Dessa forma eles não foram pegos de surpresas com um gringo ligando do exterior para saber minhas funções e qualidades.
Se você não tem referências, precisa arrumar algum, mesmo que seja um professor da faculdade, mas que consiga atestar e certificar suas atribuições (em inglês!)

#7 Aprovação Final

Tudo se confirmando vão te avisar da aprovação (ou não). Nisso você já saberá qual o dia que começa, e ainda pode receber antecipadamente o contrato para ser lido e assinado no primeiro dia de trabalho. Normalmente se você já trabalha em outra empresa você consegue negociar na fase da entrevista com o gestor o dia que pode começar a trabalhar, e isso é seguido a risca no contrato.

#8 Primeiro dia de Trabalho

Por fim, o primeiro dia é para ambientalização, onde você fará um curso de inicialização – segurança do trabalho, normas da empresa, treinamento de ferramentas, conhecer todos os departamentos e etc. Você recebe o contrato para ser assinado.
Na Irlanda, normalmente o tempo de experiência é de 6 meses (diferente do Brasil que é 90 dias), ou seja, tempo probatório é maior. Após isso você recebe um contrato de 1 ano e então você conseguirá o contrato definitivo.

# Conclusão

Processo é simples e prático, meio burocrático mas funcional. Se você seguir a regra do jogo (não mentir no currículo e ser desmentido pelo seu antigo chefe) e seu perfil for o que a vaga exige, isso será provado no dia a dia do trabalho e tudo caminhará certo. Em geral os Irish são amigáveis, pacientes e trabalham bastante e não tem lugar para o “jeitinho brasileiro”. A experiência é válida…

Espero que eu tenha consigo passar um pouco da minha experiência.

Se precisarem de mais detalhes, deixem seus comentários!!!!!

3 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*